Arquivo de novembro, 2008

RadioHead – Scotch Mist

Publicado: novembro 26, 2008 em Música



Gravação do novo albúm do Radiohead – In Rainbowns – atualmente independente o radiohead vez uma “filmagem” da gravação.Na minha opinião o radiohead é hoje uma das principais bandas do cenário alternativo,composta por Thom Yorke,Jonny Greenwood,Ed O’Brien,Colin Greenwood e Phil Selway .A banda já vendeu minhares de discos,e revolucionou o mercado quando lançou este albúm pela internet,onde os úsuarios pagavam o preço que lhe achavam justo pelos downloads das músicas.Talvez este seja o melhor albúm da banda,com músicas perfeitamente compostas e lírios sons psicodélicos,uma verdadeira viajem!

Almas Livres

Publicado: novembro 10, 2008 em Contos

Numa esquina movimentada da cidade de SanTiaggo,dois jovens repousavam sobre uma árvore de frutos desconhcidos,um era magricelo,de baixa estatura,com uma barba rala e suja,sua pele era desenhada com frases e pinturas anarquistas,seu cabelo negro cobria seus ombros e caía feito uma cachoeira sobre suas costas,David Clow tinha 21 anos e morava pelas estradas desde os 18 anos,vagando pelos trilhos de uma vida livre.Seu companheiro,encontrado em um acampamento hippie,era loiro de olhos azuis,seu rosto belo com feições finas traduzia uma alma louca e delirante,que ao invés de contribuir à uma imagem sedentária dava-lhe um aspecto ambulante.

Tome James era o mais louco e alucinado rapaz que já cruzou as estradas do oeste,sempre andava com um pouco de maconha em um dos bolsos,enquanto que no outro mantinha lápis enrolados em papéis,em suas paradas, em postos ou alberques, atormentado com a fumaça alucinógica,escrevia interruptamente versos e estórias delirantes.
Eram dois vagabundos que viviam de suas artes,David era um “Mago Zen Budista”,sua concentração era fantástica,treinada por horas a fio todos os dias através de meditações e relaxamentos,possua uma mala com diversos tacos e bolas inflamáveis,onde a serem jogadas para o alto formavam desenhos e imagens deslumbrantes.O talento de David surpreendia donos e empreiteiros de circos famosos,mas sua alma pertencia a estrada,passava-se menos de um mês e David já estava com o asfalto sobe seus pés.James por sua vez não era tão talentoso quanto David,vivia de artesanatos-pré fabricados que não duravam duas semanas,quando conseguia fazia alguns bicos de lavador de pratos e por vezes esfregava o chão,o que já era o suficiente para comer e saciar outras necessidades.Sua essência artística era a literatura,James era um escritor nato,vivia lendo livros clássicos de diversas espécies e grossuras,seu intelecto era refinado,com sua inteligência guiava suas mãos que deslizavam sobre as superfícies e formavam palavras que pareciam uma obra de arte de tão perfeita a simetria que eram alocadas.
Na madrugada após desmontar a barraca de lona com os artesanato e apagar o fogo dos malabares,ambos seguiam rumo a um horizonte desconhecido,lúcidos de que não poderiam viver melhor,livres como pássaros,observando o ritual rotineiro das pessoas que entravam em suas casas e sentavam à mesa para o banquete de horário já determinado.